Poly Log aposta em tecnologia para resolver questões de segurança e otimização de processos

Projeto de CFTV se destaca pela capacidade de integração com sistemas de ERP e a API RECINTOS agilizando processos e otimizando a comunicação com os agentes fiscalizadores.

Case Poly Log

Com sede em Itajaí, Santa Catarina, a Poly Log está na vanguarda do setor de recintos alfandegados no Brasil. Com mais de 10 unidades espalhadas por todo o Brasil, a empresa se destaca por inovar em várias frentes, agilizando processos internos e cumprindo à risca as determinações das autoridades legais. Junto ao integrador Essencial Tecnologia Inteligente, também de Itajaí, a ALCA foi responsável por fornecer os equipamentos e softwares, além de auxiliar naquilo que é a nossa especialidade: os projetos. 

“Contar com a ALCA nesse projeto proporcionou para a ESSENCIAL um apoio muito importante, tanto em fornecendo os equipamentos adequados para as necessidades de nosso cliente, como também nos projetos que necessitam de apoio técnico qualificado” – afirma Thiago Beviláqua da integradora Essencial Tecnologia Inteligente.

CLIENTE
Poly Log.

INTEGRADOR
Essencial Tecnologia Inteligente.

APLICAÇÕES
Leitura de Placas de Veículos (LPR), Leitura de contêineres (ORC), Reconhecimento biométrico dos motoristas, Integração com softwares de terceiros, inclusive com a receita federal.

O DESAFIO 

Não foram poucos os motivos pelo qual a Poly Log optou por escolher as soluções que são distribuídas pela ALCA. Porém, alguns desafios eram mais evidentes e precisavam de uma resposta rápida. 

O primeiro desafio era se adequar às normas da portaria Coana, que rege os recintos alfandegados e determina como devem ser os projetos de CFTV, inclusive no que tange aos requisitos técnicos dos equipamentos. 

Outro desafio foi o de substituir o antigo sistema que, ao invés de registrar imagens em vídeo, apenas fotografava os momentos. 

O terceiro desafio foi o de trazer inteligência de informação para auxiliar o time de segurança e integrar as imagens colhidas pelas câmeras e os dados fornecidos por elas, como leitura de placas (LPR), leitura de Containers (OCR) e controle de acesso com leitura biométrica ao sistema de ERP da Poly juntamente com o API RECINTOS, este último, aplicativo da receita federal que fiscaliza os recintos alfandegados e gere toda a operação.





Outro grande desafio foi, sem dúvida, otimizar a compilação desses dados e facilitar e reduzir custos com estrutura de TI no armazenamento das informações. 

 

Alca Talk / Recintos Alfandegados

Parceria Alca com Integrador gera resultados surpreendentes para os clientes de portos e recintos alfandegados.


Rodrigo Zimmermann (gestor de tecnologia - Poly Log) e Thiago Beviláqua (Diretor técnico - Essencial Tecnologia) em um bate papo descontraído com nosso time. 

DIFERENCIAIS DA SOLUÇÃO

Diante de tantos desafios, o time de projetos da ALCA auxiliou a Essencial, desenhando um sistema baseado em hardwares VIVOTEK e softwares otimizados sob medida, implementando um sistema de monitoramento mais inteligente e integrado. A começar pela captura das imagens, a ALCA forneceu câmeras com analíticos que já estão embarcadas com Inteligência Artificial, que oferece informações ao sistema de ERP da Poly Log e a API RECINTOS, aumentando a eficiência dos processos internos, sem falar na tecnologia de compressão que permite uma redução de 75% no volume de dados armazenados. 

“Nossas soluções proporcionaram para a Poly Log uma eficiência extrema e um custo bastante reduzido, tanto nos 


equipamentos de CFTV, quanto na infraestrutura para armazenar e processar os dados gerados pelo sistema de segurança” – explica Rafael Buzzi, diretor de projetos da Alca Distribuidora. 

Segundo o gestor de Tecnologia de Informação da Poly Log, Rodrigo Zimmermann, o índice de assertividade das câmeras de LPR e OCR são acima do esperado: “Estamos chegando a resultados muito satisfatórios. Em nosso gate de acesso, o índice de assertividade dos equipamentos chega a surpreendentes 95%. É algo muito acima do que se vê no mercado. Isso gera mais velocidade e segurança em nossa operação”.

Sobre as Câmeras

Ao todo, foram entregues para a Poly Log um total de 450 câmeras entre bullets, fisheyes, domes e speed domes da VIVOTEK que estão sendo utilizadas para monitoramento de perímetro, leitura de placas (LPR) e leitura de containers (OCR). Em implementação, as câmeras com reconhecimento facial também estão sendo instaladas e configuradas e tornarão o processo ainda mais eficaz. 

Câmeras instaladas

• SD9384-EHL
• FD9380-H
• IB9367-EHT-V2
• SD9374-EHL
•  IB9368-HT
• IB9387-LPR


• FD8377-HTV
• FD9389-EHTV-v2
• IB9387-HT-A
• IB9389-EHT-v2
• IB8377-EHT
* Projeto em expansão.

SOFTWARES

Para administrar todo esse parque tecnológico de câmeras da VIVOTEK, a Poly Log utiliza como VMS a solução da Digifort integrada ao Software da NEURAL LABS que cuida da inteligência por trás das leituras das placas e contêineres. 

Já o grande diferencial dos analíticos está por conta do novíssimo SMART ACCESS que foi desenvolvido para integrar o VMS, o NEURALLABS e a API RECINTOS e possibilitou a automação dos Gates de acesso da empresa. “Com o SMART ACCESS foi possível automatizar todo o processo. Quando o motorista sai do embarcador (porto) a API RECINTOS é 


informada que aquela carga está em movimentação para o recinto alfandegado. Existe um tempo que é estimado e nós podemos saber que aquele veículo tem tanto tempo para embarcar. 

"A tecnologia é incrível, ao chegar no recinto, as câmeras VIVOTEK fazem a leitura da placa do veículo e do contêiner que são administradas pelo NEURAL LABS; o motorista faz a leitura do crachá e leitura biométrica, as informações são integradas ao nosso ERP e a API RECINTOS pelo SMART ACCESS libera o acesso do motorista e registra sua saída após o descarregamento” – explica Zimmermann.

OS RESULTADOS

As soluções entregues pela ALCA e ESSENCIAL proporcionaram resultados expressivos para a Poly Log. Entre esses resultados podemos destacar os seguintes:

  • Integração do sistema de CFTV, com ERP e a API Recintos;
  • Otimização e automação dos Gates de Embarque e Desembarque de cargas;
  • Assertividade de LPR e OCR em torno de 95%;
  • Redução drástica dos índices de falsos alertas;
  • Economia estimada em 600 mil reais/ano com pagamento de indenizações por contêineres danificados;
  • Redução do custo com armazenamento, servidores e HDs;
  • Utilização de inteligência artificial para prevenção de sinistros;
  • Maior segurança na proteção de dados e Cyber Security.

RETORNO SOBRE O INVESTIMENTO 

Com toda certeza esse projeto gerou um retorno extraordinário para a Poly Log. 

Além de toda a tecnologia embarcada no projeto, o valor do investimento realizado retornou de várias formas. Apenas com economia de armazenamento de dados, podemos afirmar que a solução de compressão de vídeos  proporcionada pelas soluções ALCA trouxe uma redução de mais de 75% do valor que seria investido em servidores e HDs que comportassem as exigências dos órgãos controladores, pois outras soluções exigiriam um volume de dados armazenado  400% maior do que os nossos.

Já o pagamento indenizatório relativo a problemas com cargas danificas, por exemplo, reduziu a quase zero por conta do registro de imagens armazenada de cada entrada e saída do recinto alfandegado.